057 – Cascata Bombaim

Aqui é uma povoação chamada Santa Adelaide. Paro por uns momentos para ver o que se passa por estas bandas. As crianças começaram a vir ter comigo, curiosas. Estamos todos curiosos – eu com eles, e eles comigo.

As placas dizem:
À esquerda: “Escola Solar. Cooperação Portuguesa”. (Não consigo ler o resto, as letras estão esbatidas).
Ao centro: “Aqui há preservativos gratuitos”.
À direita: “Associação dos Criadores de Animais de Santa Adelaide. Reabilitado e Apetrechado pelo PADP Fase II”.

Se calhar PADP significa Plano de Atividades de Desenvolvimento Pessoal. Mas não encontro nada na internet sobre isto, em São Tomé e Príncipe. Os logótipos em baixo, na placa, também não são esclarecedores, não os identifico.

Chama-se Linda, e também faz jus ao nome! “Fica aqui um pouco”, pediu-me a Linda, mas eu disse que no regresso será melhor, porque vou a caminho da Roça Bombaim e não sei a que horas me despacho. No regresso, se tudo correr bem, voltarei aqui a Santa Adelaide para estar um pouco consigo.

Eu fiquei com o número de telemóvel da Minda (de tshirt branca, vem aí direito a mim), para lhe enviar as fotos que tirei. Só que depois aconteceu o mesmo: a Minda não tem Whatsapp, pelo que não consegui enviar-lhe as fotos, com grande pena minha. Já com a Maura, no mercado de São Tomé, aconteceu o mesmo (crónica 55).

Vejo no último Relatório de Desenvolvimento Humano, das Nações Unidas, de 2018, que em 2016 89% da população de São Tomé e Príncipe tinha um telemóvel. Timor-Leste, por exemplo, na mesma data, tinha 117%, ou seja, havia pessoas com mais de um telemóvel. No entanto, em ambos os países não há sequer informação sobre quantas pessoas têm internet. Em Cabo Verde, por exemplo, são 111%  (há pessoas com mais de um telemóvel) e 50% da população tinha acesso à internet, nesse ano de 2016. Estes três países estão colocados no nível “Médio” de Desenvolvimento Humano, nesta área.

Em último lugar na lista, na posição 189, está o Níger, com 42% da população a ser detentora dum telemóvel, e aqui curiosamente sabem quantas pessoas têm acesso à internet: 4% da população.

Em primeiro lugar aparece a Noruega, com 109% de detentores dum telemóvel, e 97% de utilizadores com acesso à internet. Portugal está na posição 41, com 111% e 70%, respetivamente¹. (70% de utilizadores com acesso à internet parece-me muito pouco, até).

“Vai com deus, boa caminhada” – disseram-me eles. Ofereceram-me vinho de palma, mas eu disse que a andar de bicicleta não quero. Tenho receio que me faça mal. Ainda tenho que resolver isto – provar vinho de palma.

Pássaros, insetos, folhas, borboletas coloridas, silêncio.
Estou a gostar muito deste caminho pelo meio da floresta, é o que é. Tudo tão verdejante e silencioso. Porém, uma vez mais, acrescento que o silêncio é relativo… Há muitos pássaros, sons de animais, de insetos. Ouve-se um restolhar constante, parece que vem aí alguém, mas aparentemente são folhas e frutos a cair.

Conforme comentei na crónica 55, o selim está a dar o berro. Isto é de montar e desmontar constantemente a bicicleta. São muitas fotos! O selim agarra-se aos calções inclusivamente, e leva-mos atrás. Tenho que fazer um grande arco, para conseguir sentar-me sem raspar nisto.

Fruta-Pão caída no chão. Este é um dos fortes sons de restolhar que volta e meia se ouvem.

A minha progressão é lentíssima. O piso é mau, e adicionalmente fico especada dez minutos a olhar para uma árvore. Leve-leve. Não há pressa.

Cascata Bombaim!

São 9h30 e tenho 17 km feitos na bicicleta. Faltam 1,4 km para o meu destino, a Roça Bombaim!

Vou visitar a cascata (a pé) e deixo a bicicleta presa com o cadeado. Isto é absurdo, pois não se vê vivalma, mas pronto, fico mais tranquila assim.

Estou a fazer aquele pequeno caminho – aquela pequena linha – desde Milagrosa. Parti de Belém e passei por Trindade.


¹ “Human and capital mobility”, Table 13, Internet Users, Mobile Phone Subscriptions, pp 68. Human Development Indices and Indicators 2018 Statistical Update. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento. Página consultada a 14 Novembro 2019,
<http://hdr.undp.org/sites/default/files/2018_human_development_statistical_update.pdf>

<< >>