Comentários

Deixar um comentário

Quer juntar-se à conversa?
Sinta-se à vontade para contribuir!

Deixe uma resposta

36 replies
  1. Alberto Fernandes says:

    Gostei de relembrar o trajecto muitas vezes feito entre Dili e Lospalos… e apesar de já terem passados alguns anos, fiquei com a impressão que o seu motorista… Valério Ximenes, trabalhou como meu tradutor em Lospalos (ano de 2000) :-)…parabéns pelas fotos…são espectaculares!!

  2. Jose Freitas says:

    Bom dia Rute. Estive em Timor como Capacete Azul, naturalmente ao serviço das Nações Unidas, terra da qual tenho imensas saudades e ao ver as suas fotografias foi uma autêntica viagem ao passado.
    Venho apenas fazer uma pequena correção à sua publicação “One dollar beach”, deve o seu nome nos tempos em que a mesma era muito frequentada pelos internacionais que como eu estavam em Timor, e fugiam às praias de Dili. Então um timorense construiu uma cerca rudimentar em torno da praia (não sei se ainda é visível), e cobrava 1 dólar aos “malaios” que pretendiam ali entrar, acto por nós encarado como empreendedorismo, algo que pelo menos na altura não era uma prática comum em Timor…
    Adorei rever Timor, Obrigado.

  3. Manuel Nunes says:

    Olá, à medida em que vou lendo as crónicas, reforço a minha certeza que viveste mais uma aventura única. Certamente que deixará para sempre marcas, momentos inesquecíveis, sensações maravilhosas e uma experiência enriquecedora quer no aspeto humano, quer no sentido emocional. Sentir e viver de perto tudo o que descreves, deve ser algo de muito bom, encantador e simultaneamente desafiante para outras viagens a mundos longínquos e desconhecidos.
    Mais uma vez obrigado pela partilha das tuas vivências, das aventuras, das dificuldades, da superação dos obstáculos e da forma como nos trazes a cultura, o viver de outros povos e raças.

  4. Isabel Coutinho says:

    MARAVILHOSO!!!!

    Já me ri até as lágrimas.

    Um CHEFE de cozinha exclusivo, um WC particular e um fruto que embora doce cheira a chulé… muito bom.
    Já para não falar de estares a falar para uma APP de um telemóvel vezes sem conta. Tenta trocar os “R” por “L”, acentuando algumas das últimas sílabas e com um ligeiro prolongamento do som. Pode ser que resulte. Até te estou a visualizar a dizer…”Quelo comele nuddleees, com flango ou polcoooo…” kkkkkkkkk.
    Venha a seguinte. Beijinhos

  5. Manuel Nunes says:

    Ao ler e ver as fotos, ficamos com a sensação que viveste uma aventura inesquecível. Conheceste um novo mundo, culturas diferentes e onde nada é igual ao que conhecemos. O teu espírito de aventura, a vontade de conhecer e viver essas experiências levaram-te bem longe. Convicto que todas essas imagens, cheiros, sabores, sorrisos, olhares e sentimentos perdurarão por muitos anos na tua memória e que um dia quiçá, voltes a esses recantos que desta forma bonita tens partilhado, deixando muitas vezes a vontade de também ir e partir por aí afora, em busca de sensações novas ou de algo que mude e quebre a rotina diária. Obrigado 🙂

  6. Nuno Pereira says:

    Parabéns !! Por tudo: pelas Aventuras (que inveja), por este projecto tão interessante (afinal também és fotógrafa), por lutares contra o estigma social viajando tantas vezes sozinha, pela alegria contagiante e por essa Força que te move, e faz mover quem te acompanha.
    GO FORWARD !!

  7. Nuno Assis says:

    Muitos parabéns! O site está muito interessante! Acabas por demonstrar de uma forma muito acessível e prática os locais por onde vais passando nas tuas magníficas viagens! Acho que és uma corajosa e aventureira. Mas só assim colhes um incrível “cabaz de experiências” únicas, que certamente te marcam para a vida e que sem elas a vida não seria a mesma coisa. A tua escrita é simples e acessível, as fotos muito boas! Portanto acho que podes e deves continuar! Se existe alguma sugestão que possa fazer talvez seria os textos acompanharem mais as fotos e não concentrares tudo no início de cada página e de cada “aventura”.

    Mas está tudo fantasticamente incrível! Continua…

  8. Alexandra Cardoso says:

    Confesso que já tinha saudades de me levares contigo numa das tuas viagens 🙂 Tu tornas próximos todos estes locais onde eu adorava ir e os quais provavelmente nunca terei a oportunidade de visitar. Obrigada por mos dares a conhecer e fazeres sentir como se estivesse de facto lá, a vibrar com todas as tuas experiências. Continua, miúda!

  9. Jaime Roriz says:

    Ei-la. A Rute a viajar sozinha. Mulher de coragem. Pessoa de coragem. Já me habituei à sua maneira de ser. Se não fosse a Rute eu não teria feito uma data de coisas que fiz na vida. Como ver filmes iranianos por exemplo. A Rute é uma pessoa especialíssima (e estranha) ela jurará que não há ninguém tão simples como ela. De qqr forma é um privilégio ver este site e poder privar com a Rute. Certamente ela é uma das arquitetas da marcha do mundo. Objetivos e foco. Obrigado Ó Rute. Está bestial.

  10. Isabel Salazar says:

    Rute Parabéns mais uma vez

    O site está muito bom.
    Comprendo-te tão bem quando dizes que gostas particularmente destas viagens em que podes esquecer quem és e viver o dia a dia de povos tão diferentes de nós e com costumes particulares.

    Um bj e toca a continuar.

    Aguardamos a tua prosa e as tuas fotografias ansiosamente

  11. Francisco Simões says:

    O site está impecável. Fácil de navegar, organizado e intuitivo, deve ter dado muito trabalho fazer algo que nos permite simplesmente ver as imagens, ler os textos e deixar-nos ser transportados para lugares que muitos sonham visitar e alguns encontram coragem de o fazer.

    Olhar para as fotografias, gigantes, lindas, cria uma enorme vontade de saber mais sobre aqueles lugares, aquela gente, esta tua aventura. Venham de lá essas crónicas, Rute.

    Muitos parabéns!!!

  12. Ana Zamith says:

    Adorei!
    Retratas bem as pessoas, a envolvente, e tu própria, nas fotos magníficas que postaste. Nota-se o intercâmbio de felicidade!…
    O site também está muito bem estruturado.
    Muitos parabéns da tua amiga Ana Maria! :)))

    P.S. – Vê lá se publicas as crónicas anteriores, Rutelita; tantos anos acompanhando todas as tuas viagens, seria excelente revê-las e recordá-las agora no teu novo site! 😉

  13. Carla Marques says:

    Sim, existem muitos sites sobre viagens…mas não…certamente nenhum igual a este da Rute Norte!
    Rute, diz lá ao mundo a coragem que todos nós, os teus amigos, sabemos que tens. Relembro a primeira vez que andei a cavalo, foi por tua causa…numa das nossas saídas de fim de semana, dessa vez rumo a Elvas, se bem me lembro…Ou o rally papper maluco que fizemos no Piódão…. Eras sempre tu quem nos empurrava para a frente…mas daí a 25 dias sozinha, de bicicleta, pela China….Bom…só estranha quem não te conhece. Beijinho enorme e continua igual a ti própria!!!…

  14. Isabel Simões says:

    Existem pessoas que quando viajam nos levam com elas…em tempo diferido, é um facto, mas mesmo assim os relatos , as fotos, a essência da própria viagem, tudo é fascinante.
    Sim sou amiga da Rute e faz muitos anos que acompanho e vibro com as suas viagens únicas!
    Muitooooooooooo sucesso!!!!! Parabéns!!!!!!!